Neymar afirma não ter sonegado impostos

Jogador e o pai são acusados pelas Justiças brasileira e espanhola de também omitir valores em sua transferência do Santos para o Barcelona.

Neymar quebrou o silêncio e falou sobre as acusações que vem sofrendo sobre sua transferência do Santos para o Barcelona, em 2013. O atacante, é investigado pelas Justiças brasileira e espanhola de sonegação de impostos e falsidade ideológica. Ele e o pai, Neymar – responsável por gerir a carreira do terceiro jogador mais caro do mundo -, conversaram com o “Fantástico” neste domingo (31) após a revista “Veja” revelar detalhes da investigação do Ministério Público brasileiro.

Neymar Jr e o pai, Neymar, se defendem de acusações de sonegação de impostos e omissão de valores em transferência do jogador para o Barcelona

Neymar Jr e o pai, Neymar, se defendem de acusações de sonegação de impostos e omissão de valores em transferência do jogador para o Barcelona

Pai e filho, que lutam para recuperar R$ 460 mil pagos à Receita Federal, teriam criado três empresas de fachada para pagar menos impostos. Essas organizações receberiam a maior parte do salário do atacante, que assim pagaria menos imposto de renda. “Aí você vê o absurdo, né. As empresas foram criadas em 2006, quando o Neymar tinha 14 anos de idade, não poderia ter vínculo empregatício, não poderia ter empresa nenhuma”, rebateu o pai de Neymar.

Questionado sobre as empresas terem poucos funcionários, o que não justificaria o recebimento de tanto dinheiro, o empresário desconversou: “Mas quem cria uma empresa e de um dia para o outro já tá com 300, 400 funcionários? E naquele momento, eu não precisaria de muitos funcionários, porque eu só tinha uma empresa, eu dividia o direito de imagem com o Santos. Eu só tinha essa fonte pagadora, eu não precisava naquele momento. Eu mesmo sozinho conseguiria fazer a gestão dela”. Já sobre o valor da transação entre os clubes, ele disparou: “Foi Santos e Barcelona. Pergunte para Santos e Barcelona!”. O valor divulgado pela transferência de Neymar é de 57 milhões de euros, mas a Justiça alega que ele foi vendido por 90 milhões de euro.

O jogador se mostrou abalado pelas investigações: “O meu negócio é ser feliz dentro de campo. Meu pai faz tudo para que eu só jogue bola e eu deixo que ele cuide dos negócios. Só que a partir do momento que você vê a pessoa que você ama sofrendo com isso, o dia inteiro falando disso, e falando coisas que ele não é, aí começa a doer. Mexe na família, começa a doer. Antes de sair falando besteira, de falar que sonegamos, que fizemos isso ou aquilo, que prove!”, desabafou o craque, que já teve R$ 188 milhões de seu patrimônio bloqueados pela Justiça brasileira.

‘Quando eu entro em campo, esqueço todos os problemas’, diz Neymar

Na próxima terça-feira (2), Neymar tem depoimento marcado na Justiça espanhola. Ele, o pai, além do ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, e do atual, Josep Maria Bartomeu, foram denunciados e não condenados, o que significa que a Justiça ainda vai avaliar se eles serão transformados em réus.

Ainda de acordo com a “Veja”, Neymar recebeu R$ 43,78 milhões do Santos, mas só R$ 8,1 milhões em forma de salário. “Se a gente cometeu algum erro tributário, alguma coisa que a gente errou, tudo bem, não tem problema nenhum, ‘olha vocês erraram’. Agora, nos acusar de sonegação fiscal ou de adulterar documentos, isso aí já passou dos limites”, disse o pai de Neymar.

O atacante, que Neymar sobre possível queda de desempenho em campo devido às acusações: “Quando começa a afetar a sua família, atrapalha um pouco, mas eu sou um cara que graças a Deus, Deus me deu o dom de ser um pouquinho mais focado no que eu amo fazer, que é jogar futebol. Então quando eu entro em campo, esqueço todos os problemas, todas essas chateações, e foco só no que eu tenho que fazer”, finalizou Neymar.